ALEXANDRE FARTO AKA VHILS Intrínseco

De dia 2 de fevereiro a 17 março de 2018 na Galeria Vera Cortês podemos assistir à reflexão de Alexandre Farto Aka Vhils , em forma  de instalação chamada de Intrínseco.

Consiste num conjunto de peças feitas em placas de PVC flexível e transparente suspensas do teto. Cada peça apresenta uma composição visual impressa com diversos motivos, desde rostos a padrões gráficos e geométricos, passando por elementos de sinalização ou paisagens urbanas.

A instalação resulta de uma recolha de retratos e elementos visuais originários de diversos locais onde Vhils tem trabalhado, e que cria, por sua vez, um diálogo de semelhanças e contrastes que compõe uma narrativa que fala de encontros e desencontros entre particularidades locais e a crescente uniformização do mundo atual.

A instalação pode ser vista de Terça a sexta, das 14h às19h | sábado, das 10h às 13h e 14h às 19h.

Anúncios

O Deserto de Medeia

De 22 a 24 de fevereiro de 2018 pelas 21h30 pudemos assistir à peça-musical ” O Deserto de Medeia”, a uma coprodução Narrativensaio-AC e Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão.

O Deserto de Medeia joga-se na hibridez entre a antiguidade e a contemporaneidade transpondo barreiras entre o passado e o presente estabelecendo um paralelismo entre a Medeia de Eurípedes e as Medeias de hoje. Esta proposta anuncia uma paisagem poética numa relação de diálogo entre as palavras, a música e sons, que marcam o ritmo do movimento corporal desafiador do Flamenco.

 Em palco e a dar corpo ao drama singular de múltiplas mulheres, está a atriz Margarida Carvalho acompanhada pelo ator João Melo, e alunos do 2ºano da ACE- Famalicão Escola de Artes, aos quais se juntam os músicos Rui David e Paulo Alexandre Jorge, que acompanham ao vivo toda a narrativa como se de um segundo texto se tratasse.

Um projeto apaixonante onde a música, o teatro e a dança ganham vida!!!

Lisboa acolhe em setembro pela primeira vez uma jazz summit

Este ano Lisboa vai acolher em setembro a Conferência Europeia de Jazz, um evento que poderá ajudar à internacionalização do jazz português.

A quinta edição da European Jazz Conference decorrerá de 13 a 16 de setembro de 2018, no Centro Cultural de Belém (CCB), com debates, ‘workshops’, visitas culturais, um concerto de gala e actuações de bandas portuguesas.

Não vão querer perder!!!

 

18 Mulheres artistas expõem no Centro de Arte e Cultura de Évora

“Periferias” é o tema da programação deste ano do Centro de Arte e Cultura, antigo Fórum, da Fundação Eugénio de Almeida (FEA), em Évora, que abre com uma exposição coletiva de 18 mulheres artistas, em março.

As periferias, o tema genérico que a FEA propôs para este ano, vão ser equacionadas a partir das linguagens artísticas, dos temas e dos conteúdos. A programação vai ter como centro de trabalho as exposições e os ciclos expositivos, que se mantêm numa lógica mais ou menos regular de três momentos expositivos ao longo do ano

Esta exposição  dedicada a 18 mulheres artistas inaugura a 17 de março. A mostra coletiva, para visitar está até ao dia 30 de junho, vai reunir obras de variadas linguagens artísticas, como escultura, pintura, desenho, instalação, performance, gravura ou vídeo, entre outras, e foi “desenhada” a partir do tema genérico das “Periferias”.

WHAT IF… – PALCOS INSTÁVEIS – SEGUNDA CASA

No dia 17 de janeiro de 2018 (Sábado), no Teatro Circo em Braga por apenas 5€ estreia a peça ” WHAT IF”  pelas 21h30 no  Pequeno Auditório.
Com uma criação de Daniel Cruz pudemos assistir a WHAT IF…
“Uma consulta no psicólogo.
Dois intérpretes, duas personagens, duas presenças.
Um paciente e um observador ativo que faz despoletar uma série de ações.
Interação física, pouca.
Surge um dueto a solo…
(Sala vazia)”
Possui uma duração prevista de 45 minutos. Não podem perder.

Lisboa Eletrónica com Nina Kraviz e Deniro

Depois de Clone Records, трип é a editora mais recentemente confirmada no festival Lisboa Eletrónica – Musiculture, que irá ocorrer entre os dias 4 e 7 de abril de 2018. O MUSICULTURE PASS terá o custo de 60€ e o passe geral tem o custo de 45€.

Nina Kraviz será uma das principais cabeças de cartaz do festival e, com a DJ mais emblemática do mundo, Deniro fará parte do show case da editora da artista russa, трип.

Nina Kraviz lançou a sua própria editora (трип) (lê-se “trip”) em Dezembro de 2014 com a compilação “The Deviant Octopus”, tendo lançado desde então talentos emergentes e veteranos, incluindo Bjarki,Terrence Dixon/ Population One, Parrish Smith, Nikita Zablin, Deniro, K-Hand, Roma Zuckerman, Steve Stoll, Exos e a própria Kraviz. Cada lançamento assenta num conceito claro, aliando música e arte.

Circo no Coliseu do Porto

E já chegou o  Circo de Natal do Coliseu Porto!  A grande estreia foi no dia 7 de dezembro pelas 21h00.

Os espetáculos para empresas e escolas tiveram início já no dia 1 de dezembro. Até 1 de janeiro a verdadeira festa da felicidade desce à pista, este ano numa edição muito especial de aniversário, com uma programação da inteira responsabilidade do Coliseu, ainda mais rica, completa e contemporânea.

Desde 1941 que o Circo Coliseu Porto é um acontecimento incontornável do calendário da cidade e 75 anos depois continua a apresentar-se um circo sem idade!

Completamente programada pelo Coliseu Porto, a edição deste ano apresenta os grandes números nacionais e internacionais, atualmente em digressão mundial, e que vêm de diferentes partes do mundo. Uma programação de encher o coração! Do Canadá chega um par de trapezistas, com os Duo eMotion; as russas Pasternack Sisters exibem um número aéreo em aro grego; o contorcionismo está a cargo de Sheyen Caroli com um espantoso número de solo; as acrobacias são apresentadas pela Adrenaline Troupe; o humor, ingrediente essencial desta festa, vem diretamente de Itália com o famoso David Larible, considerado um dos mais célebres palhaços do mundo, que promete espalhar a alegria, o riso e a diversão.

Datas e horários das sessões abertas ao público:

25 de dezembro – 17h00
26 de dezembro – 15h00
29 de dezembro – 15h00
30 de dezembro – 15h00
1 de janeiro – 17h00

Produção: Coliseu Porto

Bilhetes e mais informações em http://www.coliseu.pt

Júlio Pereira apresenta o seu mais recente trabalho “Praça do Comércio”

No dia 6 de janeiro, às 21h30, Júlio Pereira vai apresentar o seu mais recente trabalho “Praça do Comércio”, no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima.

O vinil — com capa em formato gatefold — foi tornado num objeto de arte, sem texto, apenas contendo as ilustrações originais que Carlos Zíngaro criou para todos os temas do álbum. Uma edição limitada a 1.000 exemplares numerados.

O seu CD possui um livro de 112 páginas (em português e inglês), com textos de Rui Vieira Nery, Manuel Morais, João Luís Oliva e Nuno Cristo, contendo ainda um guia de acordes e partituras.

O instrumento protagonista deste 22º disco de autor é o cavaquinho e onde, pela primeira vez, Júlio Pereira toca o seu parente Madeirense – o braguinha. Nele participam, além dos músicos que habitualmente o acompanham – Miguel Veras e Sandra Martins – vários instrumentistas de que se destacam, o canadiano James Hill (ukulele), José Manuel Neto (guitarra portuguesa), Pedro Jóia (viola) e Norberto Gonçalves da Cruz (bandolim). Colaboram, ainda, com as suas vozes, António Zambujo, Olga Cerpa (Espanha), Chney Wa Gune (Moçambique), Luanda Cozetti e outros.

 Os bilhetes para este espetáculo, já estão à venda e possuem um custo de 5€.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt.