FIGAC 2018 || Painel 4 – Construir Práticas Culturais

7 de junho || 11h00-13h00


Arte e Educação: como as práticas culturais constroem, dinamizam e alteram as práticas em educação [Helena Maria da Silva Santana – Universidade de Aveiro – Portugal]

Comunidades Humanas e Antropologia Cultural: Práticas e Linguagens Artísticas através da Música e da Dança [Maria do Rosário Morais Pinto da Mota Ribeiro de Sousa – Escola das Artes, Centro de Investigação em Ciência e Tecnologia das Artes, Universidade Católica Portuguesa – Portugal]

Documentos de Processo em Teatro de Animação: memórias criativas da Bahia e do Pará [Yarasarrath Alvim Pires do Carmo Lyra – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia – Brasil]

Festival de Verão: um estudo de caso sobre o Festival de Verão da Universidade Federal de Minas Gerais como alternativa cultural para o carnaval de Belo Horizonte [Bruna Fernandes de Lima – Universidade Federal de Minas Gerais – Brasil]


 

Anúncios

FIGAC 2018 || Painel 3 – Arte e Educação

7 de junho || 09h00-10h30


Projetos artísticos na comunidade: PIM-PAM-PUM-educar pelas artes [Maria do Rosário da Silva Santana – Instituto Politécnico da Guarda – Portugal]

Reflexões sobre a arte em avaliações pedagógicas interdisciplinares aplicadas ao ensino médio [Fernanda Maria Trentini Carneiro – Instituto Federal de Santa Catarina, Câmpus Gaspar – Brasil]

Setor Cultural Português em Rede: Um olhar para a função de Educação [Manuel Gama – Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Escola Superior de Educação de Viana do Castelo – Portugal; Fernanda Pinheiro – Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho – Portugal]


 

FIGAC 2018 || Painel 2 – Arte e Produção Cultural

6 de junho || 14h30-16h30


Marte – Mostra de Artes Visuais [Artur Fernando de Almeida Durão – Agrupamento de Escolas Alcaides de Faria – Barcelos, Portugal]

O concurso de arquitectura como proposta cultural e artística [Pedro Miguel Hernandez Salvador Guilherme – CHAIA/UEVORA – Portugal]

O design configurando espaços e as identidades das tribos na Praça Sete em Belo Horizonte [Rita Aparecida da Conceição Ribeiro – Universidade do Estado de Minas Gerais – Brasil]

As possibilidades e desafios da curadoria digital – Estudo de caso aplicado à ilustração [José Guilherme Marques – Escola Superior de Design, IPCA – Portugal]


 

FIGAC 2018 || Painel 1 – Gestão Cultural e Economia Criativa

6 de junho || 11h00-13h00


Gestão das ações de extensão da diretoria de ação cultural da universidade federal de Minas Gerais: uma proposta de reestruturação do trabalho desenvolvido na realização do festival de inverno [Rosangela da Silva Santos – Universidade Federal de Minas Gerais – Brasil]

Sobre incluir para potencializar: acessibilidade como modelo aliado à economia criativa [Diego Normandi Maciel Dutra – Universidade de São Paulo – Brasil]

Espaços Suspensos: Reconfigurações do quotidiano prisional a partir da dinamização do sector sociocultural [Daniel Martins Pinheiro Maciel – CRIA/ FCSH-UNL – Portugal]

Financiamento das Artes em Portugal: O que mudou em 2017? [Manuel Gama – Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Escola Superior de Educação de Viana do Castelo – Portugal; Dora Resende Alves – Universidade Portucalense Infante D. Henrique – Portugal]


 

FIGAC 2018 || Conferência de Abertura

6 de junho || 09h30-10h30


A cultura como reserva india. Trinta e seis anos de políticas culturais en Galicia. [Jorge Linheira – Cultura sen glute – Espanha]


Jorge Linheira (Compostela) é licenciado en Ciencias Políticas e da Administración pola Universidade de Santiago de Compostela, e máster en Xestión Cultural pola Universitat de València. Axitador contracultural e investigador independente sobre cultura, poder e identidade; dirixe Cultura sen glute, e comisaría o proxecto expositivo, arquivístico e memorial: Unha gran Burla Negra. Creatividade popular e memoria do Prestige [2002-2018]. Ademais, transita por espazos autoxestionados e de xestión participativa, e analiza frecuentemente a actualidade das existentes e inexistentes políticas culturais galegas en medios de comunicación como Praza Pública e a Revista Luzes.


 

FIGAC 2018 || Nota de boas-vindas


A Escola Superior de Educação congratula-se, mais uma vez, pela realização do Fórum Internacional de Gestão Artística e Cultural, este ano de 2018, subordinado ao tema “Práticas Culturais e Linguagens Artísticas”.

Este Fórum, de interesse nacional e internacional, constitui para investigadores, professores, estudantes e profissionais do setor, um tempo e um espaço de partilha e de construção de conhecimento sobre as mais diversas áreas que o circundam. Constitui, também, um sinal claro da importância e da visibilidade desta área profissional e uma iniciativa atenta aos atuais desafios da sociedade ao nível das artes e da cultura.

É por isso que saudamos e acolhemos com muita satisfação este evento, agradecendo e felicitando todos que contribuíram para esta realidade.

César Sá, Diretor da Escola Superior de Educação